Administração estratégica

Prova de conceito: entenda o que é esse conceito e sua importância!

/
1 0
Tempo de leitura: 6 min

prova de conceito, ou Proof of Concept (PoC), testa a viabilidade de oferecer uma tecnologia ou um produto para o mercado. Quase sempre, a PoC é uma demonstração baseada em um roteiro de testes previamente definidos que confirmam a capacidade de uma empresa em atender aos requisitos de um projeto, sistema ou software.

Quer entender como a PoC pode ajudar você a contratar os melhores fornecedores de tecnologia e a testar ideias com potencial de alavancar seu negócio? Então, continue lendo este artigo!

Por que fazer uma prova de conceito?

A prova de conceito é adotada por desenvolvedores, startups e empresas de TI para conquistar novos clientes. Nessa aplicação, o sistema ou software será submetido a uma situação real para demonstrar sua viabilidade e eficiência.

Um sistema de gestão de vendas, por exemplo, pode usar a PoC para provar sua capacidade de processar um alto volume de pedidos durante o expediente comercial. Ele também poderia ser testado para comprovar que os usuários realizarão suas atividades com menor esforço, aumentando a produtividade das pessoas e diminuindo os custos operacionais da empresa.

Outra possibilidade de utilização da prova de conceito é para sinalizar melhorias em um Mínimo Produto Viável (ou Minimum Viable Product — MVP). Nesse caso, os clientes do software podem indicar quais recursos são mais desejados, os bugs encontrados e os demais detalhes do funcionamento da aplicação.

Por fim, a PoC é útil para tirar uma ideia do papel e oferecer uma versão inicial de determinado software ou aplicativo. Aqui, a empresa responsável pelo desenvolvimento apresentará telas, arquitetura da solução, integrações, infraestrutura e fluxos de navegação necessários para viabilizar aquele projeto.

Ou seja: sempre que houver dúvidas sobre a adequação de ideias, produtos ou tecnologias, a prova de conceito pode ser usada para diminuir potenciais riscos do projeto de desenvolvimento.

Como funciona a PoC?

A construção de uma prova de conceito pode ser dividida em 6 grandes etapas. A seguir, veja quais são elas.

1. Definição do objetivo

O objetivo da PoC pode ser diferente da função a ser desempenhada por um software. Suponha que a empresa X tenha um sistema desenvolvido para atender a seus clientes, mas constate que a quantidade de acessos está criando problemas pontuais de performance.

Nesse caso, a PoC poderia focar nos elementos do banco de dados, no processamento e na infraestrutura relacionada à performance. Uma empresa Y, por outro lado, teria a chance de compartilhar sua ideia de aplicação com uma fábrica de software. Esta última criaria todo o desenho da solução baseada nas informações coletadas com o proprietário da ideia.

Logo, é preciso definir a principal característica que será avaliada na prova de conceito.

2. Indicação do cenário

O cenário diz respeito a como a aplicação será utilizada, por quem e em quais dispositivos. Um aplicativo que realizará transações financeiras, armazenará dados sigilosos dos usuários ou se integrará a sistemas críticos para o negócio da companhia exigirá cuidados extras na parte de segurança da informação.

Já um software usado para gerenciar as tarefas das pessoas e horas consumidas em um projeto poderá focar menos na segurança e mais na usabilidade. Ou seja: o cenário define detalhes do projeto que precisam ficar claros na prova de conceito.

Por isso, indique quais são as características do público-alvo da solução. Determine se ela será usada em smartphones, tablets ou desktops, além dos momentos nos quais a pessoa vai poder adotá-la.

3. Delimitação dos requisitos

Os requisitos são funcionalidades indispensáveis para o uso satisfatório da solução. Eles podem ser divididos nos dois grandes grupos abaixo.

Prioritários

Trata-se dos requisitos obrigatórios. São as funcionalidades sem as quais um software não pode ser colocado em operação, sob o risco de comprometer sua utilização. Seria como desenvolver um e-mail que não acessa a internet ou um aplicativo que armazena as senhas da pessoa, mas não bloqueia o acesso de terceiros não autorizados.

Não prioritários

Os requisitos não prioritários são aqueles desejáveis, mas incapazes de comprometer o uso de um aplicativo. Integrar um sistema de gestão ao internet banking para que ele faça a conciliação financeira de modo automático é um dos exemplos. Isso é desejável, mas não impediria a adoção do software para atender às demais demandas financeiras.

4. Criação da PoC

Criar uma prova de conceito exige horas de estudo para compreender o cenário e os requisitos do software a ser desenvolvido, o desenho da solução e a estruturação de uma apresentação. Por isso, alguns desenvolvedores e clientes são contrários ao hábito de gastar muito tempo nessa etapa do projeto.

Contudo, a elaboração e a apresentação evitam que o cliente e a equipe de desenvolvimento invistam tempo, recursos e esforços em uma ideia impraticável, com requisitos impossíveis de serem atendidos ou uma viabilidade econômica questionável.

5. Apresentação

A apresentação é o momento em que os desenvolvedores explicam como atenderão aos requisitos e ao cenário proposto. Por outro lado, trata-se da reunião em que o cliente dá feedbacks sobre o que foi considerado na fase de criação, propondo aprimoramentos ou até reduções no escopo do projeto.

6. Avaliação

A última etapa é a de avaliação. Quando a prova de conceito não atende ao cenário ou aos requisitos prioritários, os desenvolvedores precisam rever o projeto antes de avançar e apresentar uma solução aderente à ideia original. Mas, caso ela não viabilize os requisitos não prioritários, poucos ajustes serão suficientes para o processo seguir em frente.

Outras características, como viabilidade econômica, prazo para execução e pré-requisitos do projeto, também devem ser consideradas nesta fase.

Quais são os benefícios da adoção da prova de conceito em seu projeto?

Existem três vantagens principais que a utilização de uma PoC proporciona. A seguir, detalhamos cada uma delas.

Materialização de uma ideia

A prova de conceito pode ser vista como uma forma objetiva de testar uma ideia (antes mesmo de desenvolvê-la). Ao adotá-la, os principais resultados esperados pelo uso da aplicação serão visíveis. Isso dará maior confiabilidade ao projeto e à equipe de desenvolvimento.

Apoio à decisão

A PoC elimina dúvidas sobre o funcionamento, o dimensionamento, a complexidade e os possíveis desafios que a viabilização de uma ideia envolvem. Com isso, é útil à tomada de decisão de uma empresa quanto ao investimento naquele projeto.

Redução de riscos e custos

Se uma prova de conceito não for bem-sucedida, a companhia terá investido poucos recursos no estudo de viabilidade da solução. Por outro lado, se ela apostar no desenvolvimento de um software e depois descobrir que é impossível integrá-lo a determinados sistemas críticos para seu funcionamento, terá desperdiçado várias horas de trabalho em uma ideia inútil.

A prova de conceito não pode ser confundida com o estudo de viabilidade econômica de um software. Ainda assim, a iniciativa evita que ideias e projetos inviáveis do ponto de vista técnico recebam maior atenção e criem aplicações inadequadas para os usuários finais.

Quer descobrir se seu projeto resiste à prova de conceito? Então, entre em contato com a Method’s, pois nossos especialistas vão entendê-lo melhor e criar uma PoC exclusiva para sua empresa!

Posts Relacionados
/

A prova de conceito, ou Proof of Concept (PoC), testa a viabilidade de oferecer uma tecnologia…

0 0
/

A prova de conceito, ou Proof of Concept (PoC), testa a viabilidade de oferecer uma tecnologia…

0 0
Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll Up